Weintraub associa ação da Polícia Federal ao nazismo

O ministro vem sendo continuamente repudiado por entidades e representantes da comunidade judaica por declarações que, segundo os judeus, banalizam o Holocausto.

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, associou ao nazismo à operação da Polícia Federal deflagrada na última quarta-feira (27), no âmbito do inquérito das fake news.

“Primeiro prenderam quem defendia a liberdade. Depois, a grande mídia nazista, dos poderosos, afirmava: ‘O Holocausto não existe’. Lutar pela liberdade de expressão? De opinião, de pensamento, de informação? ‘Bobagem, peguem a senha e aguardem na fila'”, escreveu o ministro em seu perfil no Twitter.

Weintraub vem sendo continuamente repudiado por entidades e representantes da comunidade judaica por declarações que, segundo os judeus, banalizam o Holocausto.

Compartilhe