União Europeia confirma que brasileiros serão barrados após reabertura das fronteiras

Lista será revisada a cada duas semanas; países com viagens à UE proibidas foram escolhidos por não se enquadrarem nos três critérios traçados pelos europeus; confira.

Foto: Divulgação

Os países da União Europeia (UE) aprovaram hoje (30) a reabertura das fronteiras a partir de 1º de julho aos turistas de 15 países. Moradores do Brasil, Estados Unidos, Turquia e Rússia por enquanto têm o acesso proibido.

A lista, que será revisada a cada duas semanas, inclui Argélia, Austrália, Canadá, Geórgia, Japão, Montenegro, Marrocos, Nova Zelândia, Ruanda, Sérvia, Coreia do Sul, Tailândia, Tunísia e Uruguai, além da China, sob critérios de reciprocidade, informou o Conselho da UE em um comunicado.

Os países com viagens à UE proibidas foram escolhidos por não se enquadrarem nos três critérios traçados pelos europeus: que o número de casos por 100 mil habitantes seja inferior à média europeia no dia 15 de junho; que a tendência de contágios esteja estável ou decrescente; e que sejam respeitados critérios internacionais de testagem, vigilância, contenção e rastreio de novos casos.

EUA e Brasil, até o momento, são os dois países mais afetados pela pandemia: têm, respectivamente, 2,5 milhões de casos, com 126 mil mortes, e 1,3 milhões de casos, com 58 mil mortes.

Compartilhe