Texto do Ministério da Saúde dá aval ao eletrochoque em tratamento psiquiátrico

O texto ainda reforça a possibilidade da internação de crianças em hospitais psiquiátricos e prega a abstinência para o tratamento de dependentes de drogas

Documento do Ministério da Saúde publicado esta semana dá sinal verde para a compra de aparelhos de eletrochoques para o SUS, Sistema Único de Saúde. O texto ainda reforça a possibilidade da internação de crianças em hospitais psiquiátricos e prega a abstinência para o tratamento de dependentes de drogas.

Com 32 páginas, o texto sobre as mudanças na Política de Saúde Mental, Álcool e outras Drogas da pasta tira ainda o protagonismo da redução de danos, adotada há pelo menos 30 anos no País.

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, disse em entrevista ao Estado, não conhecer o documento. E ao ouvir os temas abordados, emendou: “Sem dúvida (as medidas) são polêmicas.”

“Trata-se de retrocesso sem precedentes e uma amostra da preferência por intervenções autoritárias nessa área”, afirma Andrea Gallassi, professora da Universidade de Brasília, a UnB.

Compartilhe