Teich recusa convite para ser conselheiro do Ministério da Saúde

Ex-chefe da pasta disse que ‘não seria coerente’ assumir função após ter deixado o órgão na última semana.

Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

O ex-ministro da Saúde Nelson Teich afirmou hoje (23) que recusou o convite recebido para ser conselheiro do ministério. O oncologista assumiu o cargo no lugar de Luiz Henrique Mandetta em abril, mas pediu demissão na última semana, antes de completar um mês no comando da pasta.

Teich foi chamado pelo atual ministro interino, general Eduardo Pazuello, para ser conselheiro. A entrada de militares, entre os quais está o atual chefe do órgão, e a consequente exoneração de servidores de carreira da Saúde, teriam sido motivos para saída do médico do ministério.

Por meio do Twitter, Teich explicou que recusou o convite porque “não seria coerente” ter deixado o Ministério da Saúde na semana passada e voltar à pasta agora.

Compartilhe