Suspeito de estuprar e matar criança de 5 anos na BA vai a júri popular quatro anos após o crime

Julgamento ocorre nesta segunda-feira (3), em Salvador. Caso ocorreu em 2015; outro suspeito de envolvimento no crime foi condenado a 31 anos de prisão.

Foto: Maiana Belo/G1

O júri popular do homem suspeito de participar do estupro e morte de Pamela Vitória Cruz Lima, de 5 anos, em 2015, é realizado na manhã desta segunda-feira (3), no Fórum Ruy Barbosa, em Salvador.

Pamela foi encontrada sem roupa e com sinais de asfixia em um terreno baldio no bairro de Pirajá, na capital baiana.

Segundo as investigações, dois homens participaram do crime: Ednaldo Souza Mendes e João Paulo da Cruz Silva. O julgamento desta segunda é de João Paulo, que é primo da vítima.

Conforme informações do Centro de Defesa da Criança e do Adolescente Yves de Roussan (Cedeca Bahia), que acompanha o caso, além de dar apoio jurídico e psicossocial à família de Pamela Vitória, Ednaldo confessou o crime em 2016 e foi condenado a 31 anos de prisão.

Já João Paulo negou o crime, inicialmente, mas também confessou participação no caso. João Paulo vai responder pelos crimes de homicídio qualificado, estupro de vulnerável e ocultação de cadáver.

Compartilhe