Suspeito de assassinar motorista de ônibus em Alagoinhas morre em confronto com a polícia

Outros dois conseguiram fugir durante confronto com o 4° Batalhão da Polícia Milita e são procurados.

Foto: Reprodução / Redes Sociais

Um dos homens suspeitos de matar o motorista de ônibus Edvaldo Ferreira de Souza, de 50 anos, enquanto trabalhava, na BR-101, morreu após um confronto com policiais militares na cidade de Araçás, no agreste baiano.

O crime aconteceu na madrugada do último domingo (9), na BR-101, em Alagoinhas, cerca de 170 quilômetros de Salvador. O confronto ocorreu no mesmo dia.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), o motorista foi vítima de uma tentativa de latrocínio. Outros dois suspeitos conseguiram fugir durante confronto com o 4° Batalhão da Polícia Militar (BPM/Alagoinhas) e são procurados.

De acordo com a SSP-BA, os policiais foram informados que um carro com restrição de roubo estaria abandonado no povoado Floresta, zona rural de Araçás. Ao chegarem no local, houve o confronto com grupo.

Um dos suspeitos foi atingido e identificado como participante do crime. O órgão de segurança pública informou que um revólver calibre 38 foi apreendido com ele.

O comandante do 4° BPM, tenente-coronel Antônio Ávila, contou que o suspeito tinha passagens pela polícia por porte ilegal de arma.

“O criminoso em questão foi associado a morte do motorista por conta de sua tatuagem. Foi uma das maneiras que o identificamos. Os outros chegaram a atirar, mas fugiram do local rapidamente”, disse o comandante.

Informações sobre o paradeiro da dupla que fugiu no confronto devem ser enviadas através do Disque Denúncia (181) ou do 190.

Conteúdo G1

Compartilhe