STJD nega efeito suspensivo a presidente do Vitória

Paulo Carneiro segue impedido de representar legalmente a agremiação e acompanhar jogos in loco do time.

Foto: Tiago Caldas/ECV/Divulgação

O pedido de efeito suspensivo encaminhado pelo departamento jurídico do Vitória ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva para rever a punição de 135 dias e multa de R$ 23 mil a Paulo Carneiro, presidente do clube, foi negado hoje (12) pelo órgão. Assim, Paulo Carneiro segue impedido de representar legalmente a agremiação e acompanhar jogos in loco do time. Carneiro foi enquadrado por invasão de campo, descumprir a diretriz técnica ao não utilizar máscara, ofender a arbitragem e por ameaçar o atleta do Ceará, na partida entre Vitória e Ceará, no dia 26 de agosto no Barradão.

Compartilhe