Seis pessoas são feitas reféns e policial militar é baleado no bairro de Santa Cruz, em Salvador

O policial foi atingido na perna e socorrido para o Hospital Geral do Estado (HGE).

Foto: Alberto Maraux/SSP-BA

Seis pessoas foram feitas reféns e um policial militar foi baleado durante patrulhamento e troca de tiros no fim da manhã deste domingo (2), no bairro de Santa Cruz, em Salvador. As informações são da Polícia Militar e da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA).

De acordo com a PM, por volta das 11h, policiais militares da Companhia de Patrulhamento Tático Móvel (Patamo) faziam patrulhamento na localidade conhecida como Sucupira, quando foram recebidos por disparos de arma de fogo. Um policial militar foi atingido na perna e socorrido para o Hospital Geral do Estado (HGE). O militar teve uma fratura e será submetido à cirurgia, mas passa bem.

De acordo com a SSP-BA, ainda durante a troca de tiros, um suspeito foi baleado. Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos. Outros dois criminosos fugiram e se esconderam em um imóvel que fica no mesmo bairro.

Reféns

Segundo informações da SSP-BA, os dois homens suspeitos, que fugiram após troca de tiros com os policiais, fizeram três adultos e três crianças reféns, dentro de uma casa, também na localidade Sucupira.

Unidades do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) cercaram o imóvel para negociar a rendição dos suspeitos e liberação dos reféns. De acordo com a SSP-BA, a negociação durou cerca de 2h. Por volta das 13h, os reféns foram liberados. Eles receberam atendimento no local e não tiveram ferimentos.

Segundo a SSP-BA, um dos suspeitos que estava na casa foi baleado durante a troca de tiros com policiais antes da invasão no imóvel. Ele foi encaminhado para o HGE. Já o outro suspeito foi encaminhado para à Central de Flagrantes, em Salvador.

Compartilhe