Secretaria volta a pedir adiamento do Enem ao Ministério da Educação

Titular da SEC,Jerônimo Rodrigues afirmou em ofício ao Inep que mudança 'se baseia no direito à vida'.

Foto: Rodrigo Aguiar / bahia.ba

A Secretaria de Educação da Bahia (SEC) voltou a defender o adiamento da aplicação das provas presenciais do Enem. O exame está programado para acontecer nos próximos dois domingos. A mudança das datas também foi pedida pela Defensoria Pública da União (DPU), mas a medida foi negada pela Justiça Federal de São Paulo.

Titular da SEC, Jerônimo Rodrigues enviou ofício ao Inep – órgão do Ministério da Educação responsável pelo exame. No documento, reitera que o adiamento se baseia no direito à vida, frente os números da segunda onda da pandemia de Covid-19. “Qualquer ato, evento ou episódio deve ser levado em conta esse direito essencial. ”

Ainda no documento, a SEC destaca que os protocolos enviados pelo INEP em Ofício, referente à primeira solicitação, “são necessárias, mas insuficientes para as especificidades do caso”. Jerônimo Rodrigues ressaltou o problema do deslocamento de inscritos de 256 municípios para as 161 cidades baianas que sediarão a prova.

O secretário prossegue enumerando riscos como o contato entre participantes nos minutos que antecedem o início das provas, salas com número de estudantes acima da capacidade para manter o distanciamento necessário e o receio de contaminação das diversas famílias e estudantes.

Compartilhe