Santos e Robinho anunciam suspensão de contrato

Ele acertou o retorno ao clube brasileiro na última sexta (10).

Foto: Divulgação / Santos FC

Após a pressão de conselheiros e patrocinadores do Santos, o clube anunciou na noite desta sexta-feira (16) a suspensão do atacante Robinho, condenado em primeira instância pela justiça italiana por violência sexual. Ele acertou o retorno ao clube brasileiro na última sexta (10).

De acordo com o comunicado emitido pelo clube paulista, a suspensão foi acertada entre as partes para que o jogador “possa se concentrar exclusivamente na sua defesa no processo que corre na Itália”.

Pelos stories do Instagram, o atleta confirmou a informação e disse que vai provar sua inocência. “Meu objetivo sempre foi ajudar o Santos Futebol Clube e, se de alguma forma estou atrapalhando, é melhor que eu saia e foque nas minhas coisas pessoais. E para os torcedores do Peixão, aquelas pessoa que gosto de mim, eu vou provar pra vocês a minha inocência”, declarou.

Mais cedo, nesta sexta, site ge.globo trouxe à tona informações sobre a sentença que corre na justiça italiana. Nos autos do documento, estão contidas transcrições de áudios de Robinho que são consideradas “autoacusatórias”.

O caso teria acontecido numa boate em Milão, na madrugada do dia 22 de janeiro de 2013. Robinho e outros quatro brasileiros teriam participado da violência sexual contra uma mulher albanesa. Robinho e Ricardo Falco, um dos envolvidos no caso, foram condenados com base no artigo “609 bis” do código penal italiano, que trata da participação de duas ou mais pessoas reunidas para ato de violência sexual – forçando alguém a manter relações sexuais por sua condição de inferioridade “física ou psíquica”.

Interrogado em 2014, Robinho negou a acusação e admitiu que manteve relação sexual com a vítima, mas de forma consensual de sexo oral e sem outros envolvidos. “Isso não significa transar”, disse o atacante numa das conversas interceptadas. Já no caso de Falco, a polícia encontrou seu sêmen nas roupas da mulher. As transcrições das gravações ainda mostram que o jogador e o amigo combinaram as respostas que dariam à Justiça.

Como a sentença ainda não é definitiva, os advogados de Robinho e de Ricardo Falco apresentaram recurso. A Corte de Apelo de Milão vai analisar o processo, em segunda instância, no dia 10 de dezembro deste ano.

No último sábado (10), o Santos anunciou oficialmente o retorno de Robinho. A contratação gerou inúmeras críticas, já que o jogador foi condenado pelo estupro na Justiça italiana (leia aqui). O nome do atacante já apareceu no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF, mas ele ainda aguarda aprovação do Conselho Deliberativo do Peixe para poder estrear. Nesta quinta-feira (15), ele treinou pela primeira vez junto com o restante do elenco.

Compartilhe