Salvador já desativou 289 leitos exclusivos Covid-19 neste mês; 130 eram de UTI

Em 1º de julho a capital baiana tinha 779 leitos de UTI adulto.

Foto: Bahia Notícias

Desde o início deste mês de julho, 289 leitos exclusivos para tratamento da Covid-19 já foram desmobilizados em Salvador. Desse total, 130 leitos eram de tratamento intensivo adulto, destinados aos casos mais graves da infecção pelo coronavírus.

Em 1º de julho a capital baiana tinha 779 leitos de UTI adulto. Já nesta quarta-feira (21) eram 649 vagas de UTI adulto, conforme o boletim da Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab). Em relação ao total de leitos, que inclui clínicos e de UTI pediátricos e adultos, Salvador tinha 1.547 no início do mês e passou aos atuais 1.258.

O início do processo de desmobilização de leitos foi anunciado pelo prefeito de Salvador, Bruno Reis, na sexta-feira (9), após a trajetória descendente do número de novas contaminações e de casos ativos da doença em Salvador.

Na ocasião, o prefeito apontou que, caso seja necessário, “os insumos vão estar lá e o leito montado”. “Só não vai ter profissionais, mas teremos instituições contratadas. Vamos reduzir contrato, e, se necessário for, serão novamente ampliados, para não desperdiçar recursos”, ponderou o gestor.

Salvador vem assistindo nas últimas semanas a uma queda dos indicadores da pandemia. Até mesmo nos 15 dias pós-São João, em que havia previsão de aumento das taxas, eles se mantiveram em queda. O cenário possibilitou a ativação da fase verde do Plano Salvador de retomada de atividades

Compartilhe