Rui diz que desconhecia operação antes de ser deflagrada: ‘Não cuido de cada bandido’

Rui afirmou que se reuniu depois com o secretário de Segurança Pública, Mauricio Barbosa, que fez um "breve relato" do caso.

Foto: Secom / GOV/ BA

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), disse, nesta sexta-feira (14), que desconhecia a operação que resultou na morte do miliciano Adriano da Nóbrega. Segundo ele, só soube “depois” da ação ser deflagrada.

“Eu sou governador do estado. Eu não cuido de cada bandido, cada criminoso da Bahia. Muito menos do Brasil. Isso está nas mãos do Ministério Público do Rio, da Bahia”, declarou Rui, durante a inauguração da Unidade de Saúde da Família (USF), na região de Cajazeiras.

Rui afirmou que se reuniu depois com o secretário de Segurança Pública, Mauricio Barbosa, que fez um “breve relato” do caso.

“Eu não dou declarações e detalhes de algo que não é da minha área. Eu não entendo nada do mundo crime. Não sou miliciano. Nunca tive amizade com miliciano. Não tenho que ficar dando declaração”, afirmou o governador, que não comentou especificamente sobre a reportagem de Veja que apontou que a morte do miliciano foi “queima de arquivo”.

Compartilhe