Reitoria notifica presença de animais externos na UFRB à ADAB e pede providências

A equipe da ADAB colocou-se à disposição para apoiar a UFRB nas ações que a Universidade tem desenvolvido, nos limites de sua ação institucional.

Luisa Girardi (ADAB), Luciano Santos (ADAB), Lousane Cerqueira (ADAB), Fábio Josué (UFRB) e Neilton de Jesus (UFRB) - Foto: divulgação

Dando continuidade às ações de combate à presença de animais externos no campus Cruz das Almas, a Reitoria da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) realizou na manhã de ontem (25) mais uma atividade. Acompanhado de assessores, o reitor esteve presente na sede da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (ADAB), em Cruz das Almas, para protocolar ofício solicitando providências deste órgão em relação à presença de animais externos em área federal, na UFRB.

A equipe da Universidade foi recebida pela gerente local da ADAB, Lousane Lordêlo Cerqueira, pela gerente da defesa animal, Luisa Girardi, pelo fiscal estadual agropecuário Luciano Santos e pelo auxiliar de fiscalização Matheus Silva. Também participaram do encontro os assessores da Reitoria Neilton de Jesus e César Velame.

A visita da UFRB decorre de contatos iniciais e de uma reunião realizada no dia 23 de junho, por vídeoconferência, entre membros da Administração Central e a gerência da ADAB, para tratar do assunto.

Na visita, o reitor Fábio Josué fez uma contextualização dos prejuízos patrimoniais e acadêmicos que os animais externos tem causado à Universidade, bem como dos riscos de propagação de enfermidades no rebanho da UFRB e na saúde de seus servidores. Também, fez um relato das ações que a atual gestão vem realizando para solucionar o problema e solicitou a colaboração da ADAB.

Na oportunidade, o dirigente da UFRB entregou à gerência da ADAB documentos de notificação e informações de sete proprietários de bovinos e equinos que circulavam pela Universidade e que foram apreendidos no âmbito de ações de combate à presença de animais externos no campus. O reitor solicitou da ADAB providências quanto à apuração de eventual descumprimento da legislação sanitária animal por parte dos proprietários identificados, bem como a aplicação de sanções pertinentes.

A equipe da ADAB colocou-se à disposição para apoiar a UFRB nas ações que a Universidade tem desenvolvido, nos limites de sua ação institucional. Os proprietários devem ser chamados para prestar esclarecimentos, apresentar guias de regularização de criação dos animais e, em caso negativo, instados a regularizar a situação, sob pena de serem multados pela prática de crime contra a legislação sanitária. Também, foi apontada a necessidade de envolver outros órgãos na busca de uma solução definitiva para o problema. Algumas alternativas foram dialogadas em relação a esta questão e a Reitoria tomará outras providências com o apoio de outros órgãos federais, estaduais e municipais, em breve.

Compartilhe