Receita do EC Bahia cai de R$ 13,4 mihões para R$ 3,7 mihões na pandemia

Cotas de televisão e contribuições de sócios foram as reduções mais significativas ocorridas de março para abril.

Foto: reprodução site EC Bahia

Na passagem de março para abril, as receitas do Esporte Clube Bahia caíram de R$ 13,47 milhões para R$ 3,78 milhões. Os números constam de balanços e fluxo financeiro divulgados pela agremiação. O clube não joga desde a primeira quinzena de março. Além da bilheteria, o clube registrou queda na arrecadação com sócios, patrocínios e cotas de TV.

Em março, o ECB faturou R$ 4,5 milhões em direitos de transmissão, valor maior do que o total que entrou no caixa em abril, primeiro mês completo da pandemia, quando o caixa do clube registrou R$ 151 mil em cotas de televisão. Já as contribuições de sócios caíram de R$ 29 milhões para R$ 1,9 milhão.

“Principalmente em razão dos efeitos da pandemia de Covid-19, entendemos que haverá um impacto no resultado orçado para o ano de 2020. Porém é possível projetar cenário de relativa recuperação a partir de agosto”, afirmaram, em nota, o presidente e o vice-presidente do Bahia, respectivamente Guilherme Bellintani e Vitor Ferraz.

Compartilhe