Quase 30 adolescentes internados em Cases têm diagnóstico de Covid-19 na Bahia

Segundo a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, unidades adotam medidas para evitar a propagação da doença.

Foto: Manu Dias / GOVBA

Até esta segunda (1º), foram confirmados 52 casos de Covid-19 em Comunidades de Atendimento Socioeducativo (Cases) da Bahia, sendo 29 em adolescentes infratores que cumprem medidas nas unidades.

Segundo a Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social do Estado (SJDHDS), 33 colaboradores das comunidades tiveram diagnóstico positivo. No total, foram aplicados 641 testes. Não há detalhes sobre a distribuição dos casos por unidade.

Em nota enviada ao Metro1, a SJDHDS informou que a maioria dos jovens diagnosticados não apresentou sintomas da Covid-19. Todos foram transferidos para áreas de isolamento. Quanto aos funcionários, a pasta afirma que os profissionais são vinculados a empresas terceirizadas, que já foram informadas para darem todo suporte necessário aos funcionários.

A secretaria esclarece que a Fundação da Criança e do Adolescente (Fundac), órgão vinculado à pasta, que administra as Cases, ampliou as medidas preventivas desde o dia 16 de março. Entre as ações adotadas, estão a suspensão de visitas, distribuição de EPIs, desinfecção nas unidades e medição de temperatura. Ainda segundo a SJDHDS, os jovens infratores que chegam às Cases ficam em isolamento pelo período de 14 dias, mesmo que não apresentem qualquer sintoma.

Compartilhe