Produtores baianos têm até junho para fazer recadastramento de produção rural

Ainda segundo a Adab, o recadastramento pode ser feito pelo dono ou representante da propriedade.

Foto: Divulgação / Adab

Produtores rurais baianos têm até o dia 15 de junho para fazer o recadastramento sanitário obrigatório. Segundo a Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), o objetivo é fortalecer as estratégias de defesa agropecuária, além de aumentar a rastreabilidade e reforçar a vigilância epidemiológica contra enfermidades e pragas.

O procedimento pode ser feito no escritório da Adab mais próximo da propriedade rural. Devem ser recadastrados bovinos, bubalinos, asininos, muares, equinos, ovinos, caprinos, suínos e aves. No caso das propriedades agrícolas, elas devem informar sobre todas as culturas em manutenção. Já as mistas precisam informar o que têm de cultivo e criações.

Ainda segundo a Adab, o recadastramento pode ser feito pelo dono ou representante da propriedade. Caso o recadastramento não seja realizado o produtor pode ficar impedido de transportar animais e produtos, entre outras penalidades.

Compartilhe