Presidente do Vitória revela dívida envolvendo Cleiton Xavier

Em áudio gravado e enviado pelo WhatsApp hoje (16) a um grupo de rubro-negros, o dirigente afirmou que a dívida negociada na gestão passada ainda não havia sido quitada.

Foto: Divulgação/ECV/Maurícia da Matta

O presidente do Vitória, Paulo Carneiro, revelou que o clube ainda deve ao meia Cleiton Xavier, de 36 anos, por conta da passagem dele pelo clube entre 2017 e 2018. Em áudio gravado e enviado pelo WhatsApp hoje (16) a um grupo de rubro-negros, o dirigente afirmou que a dívida negociada na gestão passada ainda não havia sido quitada.

Durante a gestão do ex-presidente Ricardo David, o clube havia anunciado um acordo com o atleta e uma rescisão contratual amigável. “Ele foi contratado na gestão de 2017 [de Ivã de Almeida] e o contrato dele quando juntava tudo dava R$ 10 milhões em números redondos. E ele fracassou redondamente no clube, como todos sabem. Foi feito um acordo com ele em julho de 2018, já em uma nova gestão [de Ricardo David] e o Vitória assinou o destrato do atleta, que foi amplamente divulgado. O Vitória se comprometeu a pagar os valores em 20 parcelas, mas isso não aconteceu”, afirmou Paulo Carneiro.

O dirigente ainda declarou que tentará uma negociação com representantes do jogador. Em 48 jogos, Cleiton Xavier fez apenas um gol com a camisa rubro-negra e enfrentou uma série de lesões.

“Foi pactuado que o Vitória pagaria ao atleta 2 milhões e 450 mil reais em quarenta parcelas. Uma parte mensal de 23 mil e 300 reais e outra parte anual de 403 mil e 800 reais. Um total de 2 milhões e 400 reais. Hoje fomos procurados pelo advogado do atleta, ainda amigavelmente, para conversarmos, pois o Vitória não cumpriu o acordo e não pagou… Aí incorre multa de 2%, juros de 1% e etc”, declarou. “Como tenho relação próxima com seus empresários, vou tentar dentro do possível mais um acordo. O grande problema que temos hoje, é como não temos caixa, as dificuldades por um acordo são enormes, porque a gente não consegue honrar”, acrescenta o rubro-negro.

Paulo Carneiro ainda revelou que o Vitória tentará reduzir o montante gerado pelas dívidas do clube. Segundo o presidente, desde que assumiu, a nova gestão encontrou “R$ 18 milhões acordados e metade vencidos e não pago e outra metade por vencer”. “Só com empresários são 5 milhões de reais, 3 milhões em 2017 e 2 milhões em 2018. A comissão de Cleiton Xavier chegou a mais R$ 700 mil. Então fica aqui o registro dessa notícia ruim que recebi hoje através de uma notificação formal dos advogados do atleta”, concluiu.

Compartilhe