Por 47 votos a 18, Senado aprova derrubada do decreto das armas de Bolsonaro

Com a decisão, o texto agora será analisado pela Câmara dos Deputados.

Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Após uma sessão com cerca de três horas de duração, o plenário do Senado aprovou ontem (18), por 47 votos a 28, o parecer da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) que pede a suspensão dos decretos do presidente Jair Bolsonaro que facilitaram o porte de armas.

Com a decisão, o texto agora será analisado pela Câmara dos Deputados. Até que a Casa vote o tema e venha a aprovar uma suspensão, as regras previstas nos decretos continuarão valendo.

Por meio do Twitter, Bolsonaro se manifestou sobre a decisão. “Esperamos que a Câmara não siga o Senado, mantendo a validade do nosso Decreto, respeitando o Referendo de 2005 e o legítimo direito à defesa”, escreveu.

Compartilhe