Polícia verifica quase 300 endereços no Brasil e exterior à procura do assassino do ator Rafael Miguel

Investigação checou mais de 280 denúncias de 10 estados e 2 países sobre possível paradeiro de Paulo Cupertino.

Foto: Reprodução

A polícia de São Paulo já verificou quase 300 endereços em dez estados do Brasil e em dois países da América do Sul sobre os possíveis paradeiros do assassino do ator Rafael Miguel e dos pais dele. As informações são do G1. De acordo com a reportagem, em cinco meses de investigações, todos os endereços foram verificados, inclusive na Argentina e no Paraguai.

O empresário Paulo Cupertino Matias, 48 anos, é procurado desde que matou a tiros o ator de 22 anos e os pais do jovem, João Alcisio Miguel, de 52, e Miriam Selma Miguel, 50, no último dia 9 de junho na Zona Sul da capital. Segundo a investigação, ele matou as vítimas porque não aceitava o romance da filha Isabela Tibcherani Matias, 18, com Rafael. O homem segue foragido.

Do dia do crime até quinta-feira (7), a polícia paulista já checou mais de 280 denúncias dos locais por onde Paulo Cupertino poderia ter passado durante sua fuga. Além do estado de São Paulo, foram checados lugares em Minas Gerais, Rio de Janeiro, Mato Grosso, Espírito Santo, Paraná, Goiás e Mato Grosso do Sul, Pará e Maranhão. E até em território argentino e paraguaio, países que fazem fronteira com o Brasil.

O restante dessas denúncias, 64 endereços, foram repassados às delegacias pelo Disque Denúncia, que atende pelo número de telefone 181, e o Web Denúncia, serviço oferecido na internet.

Compartilhe