Polícia francesa prende 9 suspeitos por morte de professor que mostrou caricatura de Maomé

Dois pais de alunos do instituto em que o professor trabalhava estão entre os presos.

Foto: Marc Piasecki/Getty Images

Até a madrugada deste sábado (17), a polícia francesa prendeu nove suspeitos de participação na morte de um professor que mostrou caricaturas de Maomé na sala de aula. Segundo oficiais, o homem apontado como responsável pela decapitação do docente foi morto pela polícia logo após o ato.

Conforme informações do G1, entre os presos estão dois pais de alunos do instituto onde o professor trabalhava. De acordo com a investigação, eles discutiram com o educador por causa da caricatura de Maomé exibida em sala de aula.

Segundo fontes da polícia francesa, o homem que cometeu o crime era um russo de origem chechena de 18 anos. O presidente da França, Emmanuel Macron, visitou o local da ocorrência e a considerou um atentado terrorista islamista.

Compartilhe