Polícia do Rio intima Bonner e Renata para depor após censura do caso Queiroz

TV Globo foi proibida judicialmente de publicar informações sigilosas sobre a investigação das "rachadinhas" no gabinete de Flávio Bolsonaro.

Foto: Divulgação/TV Globo

A Polícia Civil do Rio de Janeiro intimou os apresentadores do Jornal Nacional, William Bonner e Renata Vasconcellos, a depor por suposto crime de desobediência após publicações que envolvem a investigação das “rachadinhas”. As informações são do portal UOL.

A TV Globo foi proibida judicialmente de publicar informações sigilosas sobre o Caso Queiroz, que envolve a investigação das “rachadinhas” no gabinete da Assembleia Legislativa do RJ (Alerj) de Flávio Bolsonaro.

Os mandados de intimação, feitos pelo delegado Pablo Dacosta Sartori, foram emitidos na tarde da última quarta-feira (2). Os depoimentos foram pedidos no contexto de investigação policial sobre suposta “desobediência a decisão judicial sobre perda ou suspensão de direito”.

Em setembro, a Globo afirmou que a decisão judicial é um cerceamento à liberdade de informar, uma vez que a investigação é de interesse de toda a sociedade.

Compartilhe