Passageiros e rodoviários são assaltados por homens armados em ônibus, em Salvador

Casos aconteceram em Cajazeiras e na Jaqueira do Carneiro, na manhã desta sexta-feira (8).

Foto: Reprodução/TV Bahia

Passageiros de ao menos dois coletivos foram assaltados por homens armados na manhã desta sexta-feira (8). Apesar do susto e do prejuízo material, ninguém ficou ferido.

O primeiro caso aconteceu por volta das 5h, em Cajazeiras, na linha para a Fazenda Grande IV. O veículo tinha mais de 40 passageiros e a dupla assaltante estava com facas. Os dois entraram no ônibus pagando passagem e logo depois anunciaram o assalto.

Eles levaram pertences de todo mundo no ônibus e desceram normalmente do coletivo. Na altura de Cajazeiras V, rodoviários encontraram uma viatura e avisaram do assalto, mas ainda não há detalhes se os suspeitos foram presos.

“Depois da gente ter pegado o carro [ônibus], esperando chegar no trabalho em paz, a gente se depara com dois vagabundos para assaltar a gente. E, infelizmente, de 40 passageiros a maioria não veio [registrar ocorrência]. Ônibus cheio, muita gente foi roubada. E quando eles desceram, desceram andando, como se nada tivesse acontecido. Cada um com uma faca enorme. O colega que estava na frente eles botaram a faca no peito dele. Outro eles ameaçaram esfaquear dentro do buzu [ônibus]”, contou um passageiro.

O segundo crime aconteceu por volta das 6h, na Rua da Jaqueira do Carneiro, na região de Fazenda Grande do Retiro. Segundo os rodoviários, a via é alvo de assaltos frequentes dos suspeitos.

Cerca de 25 passageiros estavam no coletivo, mas somente os rodoviários foram na delegacia registrar o caso. Os trabalhadores contaram que o assalto foi cometido por dois homens armados com um revólver. A dupla roubou pertences de todos os passageiros.

Depois do crime, eles desceram 200m à frente da via. Os suspeitos também não foram presos, até a publicação desta reportagem. Ambos os veículos foram levados para o Grupo Especial de Repressão a Roubos em Coletivos (Gerrc) da Polícia Civil, onde os assaltos foram registrados.

Compartilhe