Parceria entre UFRB e Inema inaugura Centro de Triagem de Animais Silvestres em Cruz das Almas

Nas dependências da UFRB, o CETAS é munido de profissionais qualificados como técnicos, biólogos e médicos veterinários especializados na gestão da fauna, além de equipamentos para o manejo dos animais no dia a dia.

Foto: UFRB

O Governo da Bahia, por intermédio do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), inaugurou dia 30 de julho, no Campus Cruz das Almas da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), o primeiro Centro de triagem de Animais Silvestres (CETAS) com gestão integral do Estado baiano.

O projeto é fruto de um acordo de cooperação técnica entre o Inema e a UFRB, no qual parte dos atendimentos veterinários acontecerá nas dependências do Hospital Universitário de Medicina Veterinária (HUMV), além do espaço para instalação do próprio CETAS que também foi cedido pela Universidade.

O principal objetivo do local é receber animais silvestres que cheguem por meio de entrega voluntária, apreensão oriunda de fiscalização, vítimas de maus tratos ou de qualquer outra demanda que necessite de atenção especializada até o momento de soltura à sua área de origem.

A diretora-geral do Inema, Márcia Telles, comemorou a criação do espaço e classificou como uma vitória da gestão ambiental da Bahia. “O funcionamento do CETAS é uma grande vitória para a Bahia, não foi fácil, mas conseguimos e só foi possível pelo excelente trabalho de todos que se envolveram e se comprometeram com este propósito. É uma demanda antiga do governo que todos nós enxergamos se tornar realidade”, disse a gestora.

Nas dependências da UFRB, o CETAS é munido de profissionais qualificados como técnicos, biólogos e médicos veterinários especializados na gestão da fauna, além de equipamentos para o manejo dos animais no dia a dia.

Segundo o coordenador de fauna e médico veterinário do Inema, Vinícius Dantas, responsável pelo centro de triagem, o espaço chega para somar e qualificar ainda mais a gestão ambiental baiana. “A criação do CETAS é de uma ajuda ímpar no que tange aos cuidados de espécies da nossa fauna. Com a operação do CETAS no recôncavo baiano, o estado ganha um local especifico para auxiliar no processo de cuidados e soltura dos animais silvestre vitimizados ganhando maior celeridade”, pontuou.

Para a diretora do HUMV, professora Cristiane Aguiar, “o Recôncavo e demais regiões circunvizinhas têm muito a ganhar com essa parceria, a partir desta a nossa fauna estará melhor assistida e protegida. Para além disso, teremos um grande ganho na formação de profissionais com essa expertise por intermédio da colaboração entre UFRB e CETAS em pesquisas de graduação e pós graduação, estágios curriculares e cursos de capacitação na área”.

Com Informações da Ascom Inema.

Compartilhe