Operação para impedir transporte intermunicipal já abordou mais de 5 mil

Segundo a Polícia Militar, 2.591 veículos foram averiguados em 14 dias de operação.

Foto: Divulgação/Polícia Militar

Para impedir o transporte intermunicipal, em cumprimento a um dos decretos estaduais, a Polícia Militar já abordou mais de cinco mil pessoas e 2.591 veículos, durante 14 dias de operação conjunta nas rodovias estaduais. O governador Rui Costa proibiu a modadeli de transporte em resposta à pandemia do Coronavírus (Covid-19), que já matou cinco pessoas na capital.

A ação é uma parceria entre a PM, por meio do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv), das Companhias Independentes de Polícia Rodoviária, e a Secretaria de Infraestrutura da Bahia, da Agerba. Neste período, 653 veículos foram orientados a retornar ao local de origem, 16 foram removidos e 165 autos de infração extraídos, além do recolhimento de quatro Certificados de Registro de Licenciamento de Veículo (CRLV).

“Nossa tropa está empenhada em fazer o máximo para impedir que o vírus se espalhe. Nas barreiras nas estradas, além da fiscalização, também estamos realizando medidas educativas em relação à higiene e ações de autocuidado”, destaca o tenente coronel César Castro, comandante do BPRv.

Os fiscais da Agerba, informa, registraram durante as operações aproximadamente 80 autos de infração por transporte irregular de passageiros. Veículos de passeio fazendo “lotação”, vans e ônibus sem as devidas licenças foram flagrados realizando o transporte de passageiros entre as cidades com o transporte coletivo suspenso, infração regulamentada por resolução Agerba e que resulta em autuação, multa e até a apreensão do veículo em caso de reincidência.

A operação atua nos principais pontos de bloqueio de forma a atender o decreto Nº 19.550 de 19 de março de 2020, publicado pelo governador Rui Costa, que dispõe sobre as medidas temporárias complementares para enfrentamento da emergência de saúde pública de combate ao Coronavírus.

Compartilhe