OMS não tem provas de contágio através de superfícies e objetos

Embora ainda não existam certezas, a OMS não descarta que essas superfícies possam abrigar outros tipos de vírus, daí a necessidade de desinfecção regular.

No seu último relatório, a Organização Mundial da Saúde (OMS) afirma ainda não ter encontrado evidências conclusivas de que a covid-19 possa transmitir através do contato com superfícies contaminadas, como maçanetas, interruptores da luz ou teclados. Ainda assim, a organização mantém a recomendação a favor da desinfecção de superfícies e objetos.

“A doença é transmitida principalmente por contato físico próximo e por detritos respiratórios”, dizem.

De acordo com o espanhol El Mundo, o relatório surge na sequência da publicação de vários estudos que apontam para a sobrevivência do vírus em algumas superfícies até 72 horas. A OMS lembra que esses estudos foram realizados em laboratório “longe das condições do mundo real”, o que pode ter influência na sobrevivência do vírus.

Embora ainda não existam certezas, a OMS não descarta que essas superfícies possam abrigar outros tipos de vírus, daí a necessidade de desinfecção regular.

Compartilhe