Óleo no litoral do Nordeste é pior catástrofe na história da região, diz Le Monde

O jornal francês comparou a contaminação ao desastre de Chernobyl.

Foto: Divulgação/Secom/PMS

Uma reportagem do renomado jornal francês Le Monde sobre o vazamento de óleo que atinge o litoral do Nordeste brasileiro afirma que esta é a pior catástrofe que já passaram as praias da região. A publicação ainda utiliza o vazamento radioativo de Chernobyl em analogia à contaminação das praias. “A comparação diz muito sobre a escala do desastre. No Nordeste, desde o final de agosto, 2.500 quilômetros de costa foram contaminados por petróleo”.

O jornal acompanhou o esforço coletivo da população em uma praia da Bahia para auxílio na remoção do material, ao que chamou de “extraordinário impulso cidadão”. “Diante da tragédia, os nordestinos, em um extraordinário impulso cidadão, se lançaram ao mar aos milhares, ajoelhados na areia para limpar, raspar, polir a praia, descer com a família ou aldeias inteiras –muitas vezes em meio a grande confusão”.

Compartilhe