Novembro Negro: Prefeitura de Cruz das Almas inicia atividades do mês da consciência negra

O evento contou com uma palestra conduzida pela especialista em História e Cultura Afro-Brasileira, Ileana Helen.

Foto: divulgação

Começou na manhã desta sexta-feira (12) a programação do Novembro Negro realizada pela Prefeitura de Cruz das Almas. Com uma palestra conduzida pela especialista em História e Cultura Afro-Brasileira, Ileana Helen, a atividade aconteceu na Biblioteca Municipal e reuniu representantes políticos e da sociedade civil e contou com a presença de estudantes de escolas públicas.

Em sua fala, a historiadora refletiu sobre os processos de construção do Dia Nacional da Consciência Negra. “Fico muito feliz de participar desse momento inicial de reflexão sobre o Novembro Negro. Mas a gente precisa movimentar a questão negra durante todo o ano, não só no novembro”, ressaltou Ileana.

O Novembro Negro é o mês dedicado ao debate sobre igualdade racial, combate ao racismo e garantia de direitos da população negra. “Estamos na abertura dos trabalhos para efetivar a data importante que marcou a morte de Zumbi dos Palmares. Nosso objetivo maior é assegurar políticas públicas afirmativas e o orgulho da identidade negra”, explicou a secretária de Políticas Especiais, Fernanda Fonseca.

O vice-prefeito André Eloy lembrou a contribuição do ex-vereador Zé Raimundo na instituição do feriado do dia 20 de novembro em Cruz das Almas. “Apesar de toda a luta e todo o trabalho feito, o preconceito racial ainda existe de todas as formas. Por isso, esse tipo de debate, principalmente com a presença dos jovens, é muito importante”, comentou.

Também participaram da mesa de abertura da programação do Novembro Negro a diretora do Departamento de Reparação Racial, Diana Ribeiro, o vereador Raimundo de Gino, o professor da Unimam, Roque Sérgio, o ex-vereador Zé Raimundo e a presidente do Conselho Municipal de Promoção de Igualdade Racial, Carmen Oliveira. Além da palestra, o primeiro dia de atividades contou ainda com uma roda de capoeira e apresentações culturais.

“É muito importante continuar na luta. Os nossos antepassados sofreram para que hoje a gente possa dizer que tem orgulho de quem foi Zumbi e do que nós representamos em Cruz das Almas. Não deixem que ninguém humilhe você pela cor da pele ou pelos nossos cabelos”, afirmou Carmen.

A programação preparada pela Secretaria de Políticas Especiais continua nos próximos dias. A Coordenadora do Centro de Referência de Combate ao Racismo e à Intolerância Religiosa Nelson Mandela, Maíra Vida, ministrará uma palestra no dia 16, às 14h, na Biblioteca Municipal.

Compartilhe