‘Não existe bala de prata, e talvez nunca exista’, diz OMS sobre vacina da Covid-19

Vale lembrar que, na última sexta-feira (31), o comitê de emergência da OMS manteve, em reunião, a categoria "emergência global de saúde pública" para a pandemia.

Foto: Divulgação / ONU

Em entrevista coletiva nesta segunda-feira (03), o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanon Ghebreyesus disse que a vacina ou a cura da Covid-19 podem nunca existir. “Não existe bala de prata no momento, e talvez nunca exista”, afirmou, de acordo com informações do Instagram.

De acordo com Tedros, mesmo com imunizações já na última fase de testes, existe a chance de que nenhuma ofereça a proteção de forma esperada. “Há preocupação de que talvez não tenhamos uma vacina que funcione. Ou que a proteção oferecida possa durar apenas alguns meses, nada mais”, acrescentando que é impossível saber até que se concluam os testes.

Atualmente, a Organização aponta que 25 vacinas estão sendo tesstadas em humanos. Seis delas estão na fase 3, com testagem em larga escala. Enquanto uma resposta não é encontrada, a entidade reforça que é necessário continuar aplicando as medidas de prevenção contra a Covid-19.

Vale lembrar que, na última sexta-feira (31), o comitê de emergência da OMS manteve, em reunião, a categoria “emergência global de saúde pública” para a pandemia.

Compartilhe