‘Não compraremos vacina da China’, diz Bolsonaro

Declaração dada a ministros desautoriza o acordo firmado pela Saúde nesta terça.

Foto: Isac Nóbrega/PR

O presidente Jair Bolsonaro disse a ministros que vai cancelar o acordo firmado pelo Ministério da Saúde para a compra de 46 milhões de doses da CoronaVac, a vacina contra covid-19 desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac Biotech em parceria com o Instituto Butantan, de São Paulo.

Segundo reportagem do site Poder360, Bolsonaro enviou mensagens a ministros com o seguinte teor: “Alerto que não compraremos vacina da China. Bem como meu governo não mantém diálogo com João Doria sobre covid-19“. O presidente é adversário político do governador de São Paulo. A declaração de Bolsonaro desautoriza o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, que havia assinado o protocolo para a aquisição das doses na véspera.

Compartilhe