Multa por vazamento de óleo no Nordeste pode chegar a R$ 50 mi, diz jornal

Responsável teria de arcar com prejuízos de trabalhadores, governos e responder por crime ambiental.

Foto: Bruno Concha/Secom

A empresa grega Delta Tankers, proprietária do navio Bouboulina, apontado pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Federal como responsável pelo derramamento de óleo nas praias do Nordeste, pode ser condenada a pagar uma multa de até R$ 50 milhões aos órgão ambientais brasileiros. De acordo com o Estadão, a companhia ainda pode ser obrigada a indenizar todos os trabalhadores prejudicados pelo vazamento, como pescadores e donos de pousadas, e os governos federal, estaduais e municipais por gasto com operação de contenção e remoção do material. Ainda segundo o jornal, o valor correto é impossível de ser calculado, uma vez que a contaminação ainda não foi contida por completo e, portanto, os prejuízos, incluindo financeiros, aumentam todos os dias.

Compartilhe