Morre voluntário brasileiro de testes para vacina de Oxford

Não foi informado se ele tomou a vacina ou o placebo.

Foto: AstraZeneca/Divulgação

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou hoje (21) que morreu um voluntário brasileiro que participava dos testes da vacina de Oxford. Em nota, a agência disse ter sido notificada do óbito em 19 de outubro. O comitê independente que acompanha o caso sugeriu o prosseguimento do estudo. “O processo permanece em avaliação”, afirma.

A Anvisa, no entanto, não esclareceu se o voluntário tomou a vacina ou o placebo. Os testes de Oxford e da AstraZeneca são feitos de forma duplo-cega, quando nem os médicos e nem os pacientes sabem qual foi a versão dada.

Compartilhe