Modelo usado pela Casa Branca eleva para 125 mil projeção de mortes por Covid-19 no Brasil até agosto

No meio de maio, quando o IHME divulgou pela primeira vez dados sobre o Brasil, a previsão era de que 88.305 pessoas morressem por Covid-19 até 4 de agosto no país.

Foto: Agência Brasil

Um dos principais modelos utilizados pela Casa Branca para monitorar números sobre o coronavírus atualizou o cenário no Brasil e agora projeta mais de 125 mil mortes no país até agosto.

No meio de maio, quando o instituto de métrica da Universidade de Washington (IHME) divulgou pela primeira vez dados sobre o Brasil, a previsão era de que 88.305 pessoas morressem por Covid-19 até 4 de agosto no país.

Nesta segunda-feira (25), porém, após o crescimento vertiginoso de casos e mortes em território brasileiro nas últimas semanas, e o país ter passado a ser o epicentro da pandemia, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o instituto americano também atualizou os números para pior.

Compartilhe