Ministros de Bolsonaro tentam diálogo com adversários do governo

Tom de cautela foi adotado pelos interlocutores por conta de uma desconfiança de que o presidente tenta lançar essas pontes apenas porque se sente emparedado.

Foto: Marcos Corrêa/PR

Uma força-tarefa de ministros do presidente Jair Bolsonaro está procurando alguns dos maiores críticos do governo, na política, no Judiciário e na sociedade civil, para enviar mensagens de paz em nome do presidente e dizer que ele está disposto a um diálogo mais tranquilo. A informação foi publicada pela colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo.

O tom de cautela foi adotado pelos interlocutores. Isso por conta de uma desconfiança de que o presidente tenta lançar essas pontes apenas porque se sente emparedado com a situação judicial de seus filhos. Nesta semana, o cerco contra o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) se fechou após novos episódios sobre o escândalo das rachadinhas e a prisão do ex-assessor da família e ex-policial militar, Fabrício Queiroz.

Ainda de acordo com a coluna, há dúvida sobre o comportamento que Bolsonaro adotará se a situação jurídica se normalizar e se as instituições baixarem a guarda. Há um temor de que o presidente, que já participou até de manifestação em frente ao Exército, volte a flertar com situações de ruptura institucional.

Compartilhe