Metade das encomendas não foi entregue durante greve, dizem Correios

A estatal aponta que a redução foi provocada pelos bloqueios nas estradas ou pelo desabastecimento de combustíveis nos postos

Durante a paralisação dos caminhoneiros, metade das encomendas dos Correios não foi entregue. De acordo com a empresa, o volume de objetos que chegaram aos destinos foi aproximadamente 50% menor.

A estatal aponta que a redução foi provocada pelos bloqueios nas estradas ou pelo desabastecimento de combustíveis nos postos. Os prejuízos financeiros ainda não foram estimados. A estatal acredita que vão ser necessários ao menos 15 dias após o término da greve para normalizar as entregas.

Compartilhe