Madre de Deus completa um ano sem registro de homicídio

O trabalho de inteligência desenvolvido pela 17ª Delegacia Territorial (DT/Madre de Deus) teve como principal foco o combate ao tráfico de drogas.

Foto: Reprodução/SSP-BA

O município de Madre de Deus, distante 63 km de Salvador, completou às 0h desta segunda-feira (12), um ano sem registro de crimes contra a vida (homicídio, latrocínio e lesão dolosa seguida de morte). Ações integradas das polícias Civil e Militar são desenvolvidas diariamente na região, conhecida pelo potencial turístico e também por ser polo petrolífero.

O trabalho de inteligência desenvolvido pela 17ª Delegacia Territorial (DT/Madre de Deus) teve como principal foco o combate ao tráfico de drogas. “Mapeamos os criminosos que agiam vendendo entorpecentes e passamos a desenvolver ações para prendê-los. Aqueles que não foram capturados, fugiram da região”, comentou a titular da 17ª DT, delegada Marcele Guerra.

Intensificação do patrulhamento ostensivo foi o destaque do tenente São Pedro, comandante do 3º Pelotão da 10ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Candeias), para o período sem mortes em Madre de Deus. “A Operação Alvorada, por exemplo, é uma ação promovida nas primeiras horas do dia, ampliando a sensação de segurança”, completou o oficial.

O secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa, por sua vez, parabenizou as equipes das polícias Civil e Militar e toda a população pelo apoio dado. “As forças de segurança não conseguem estar presentes, ao mesmo tempo, em todos os cantos. Promover a cultura da não violência dentro de casa, nas escolas e através de ações sociais são também responsáveis por esse excelente desempenho”, afirmou.

Compartilhe