Japão tem mais um cruzeiro com caso suspeito de coronavírus

Embarcação Westerdam foi impedida de parar em Okinawa pela suspeita de um passageiro ter contraído o vírus.

Foto: Reprodução / Holland America

Mais um cruzeiro com suspeita de coronavírus a bordo foi identificado na Ásia. Depois do World Dream, atracado em Hong Kong, e do Diamond Princess, parado na costa do Japão com 61 casos da nova doença confirmados, a embarcação Westerdam foi impedida de parar em Okinawa, no extremo Sul do Japão, por conta de um passageiro suspeito de ter contraído o vírus.

A companhia responsável pelo cruzeiro, a Holland America, negou que haja um passageiro doente a bordo. No entanto, segundo a emissora estatal japonesa NHK, o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, confirmou a existência de um caso suspeito na última quinta-feira (6). O barco estaria vindo da região autônoma chinesa de Hong Kong.

No Diamond Princess o número de casos confirmados não para de aumentar. Até o momento, 21 japoneses, oito americanos, cinco canadenses, cinco australianos, um britânico e um argentino estão entre os passageiros que adoeceram.

Compartilhe