Homem atingido por flecha continua na UTI e pode ter braço amputado

Segundo informações do jornal Correio, estado de saúde de Anderson ainda é considerado grave pela equipe médica.

Foto: Reprodução

Internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Geral do Estado (HGE), depois de ser atingido por uma flechada, Anderson Cleiton Batista Pereira, 41 anos, pode ter o braço esquerdo amputado ainda hoje (30). A informação é do jornal Correio.

O estado de saúde de Anderson ainda é considerado grave pela equipe médica, que levou quase dez horas para retirar a flecha. O objeto chegou a atravessar o corpo do rapaz e perfurou, além dos dois pulmões, o intestino.

Como a flecha também atingiu uma artéria do braço esquerdo, o membro não tem correspondido bem à circulação do sangue. Os médicos aguardam a confirmação de um exame para autorizar a retirada.

Compartilhe