Grávida tem casa apedrejada em Goiás por suspeita de Covid-19

De acordo com o que foi registrado em boletim de ocorrência, a mulher disse à Polícia Militar que os responsáveis pelo ato teriam sido os vizinhos.

Foto: Divulgação

Uma grávida teve sua casa apedrejada em Águas Lindas de Goiás (GO), após circular pela cidade um áudio de uma enfermeira falando que a mulher estava com suspeita de ter contraído coronavírus. A criança já tem quatro meses na barriga da mãe.

De acordo com o que foi registrado em boletim de ocorrência, a mulher disse à Polícia Militar que os responsáveis pelo ato teriam sido os vizinhos. Conforme o Metrópoles, a PM fez buscas na região, mas não encontrou os autores.

Nesta terça-feira (24), a região do Entorno do Distrito Federal, onde fica Águas Lindas de Goiás, registrou os dois primeiros casos confirmados de Covid-19. Ambos os pacientes residem em Valparaíso (GO).

O estado de Goiás possui, até o momento, 29 casos confirmados, sendo 15 deles em Goiânia. Nenhuma morte foi registrada. Ao todo, são 1.336 casos suspeitos que estão em investigação e 220 já foram descartados.

Compartilhe