Governo da Espanha decreta estado de emergência em Madri

Há, no entanto, um imbróglio judicial entre o governo regional e o governo central, sobre a imposição de novas restrições para frear o avanço do vírus.

Foto: Juan Naharro Gimenez/Getty Images

O Conselho de Ministros da Espanha, em uma reunião extraordinária convocada pelo premier Pedro Sánchez, declarou estado de emergência em Madri por conta do aumento no número de contágios pelo coronavírus.

A decisão foi comunicada à chefe do governo regional, Isabel Díaz Ayuso, pela vice-premier Carmen Calvo e permite que o governo central adote medidas restritivas na região pelos próximos 15 dias, como o impedimento em deixar a cidade de residência por motivos não essenciais.

“Medidas devem ser tomadas para proteger a saúde da população madrilena e evitar que ele [o vírus] se espalhe para outras regiões”, disse o ministro da Saúde, Salvador Illa, em entrevista após a reunião entre o conselho de ministros.

Há, porém, um imbróglio judicial entre o governo regional e o governo central, sobre a imposição de novas restrições para frear o avanço do vírus.

Compartilhe