Gilmar Mendes volta a criticar condução do governo federal no enfrentamento do coronavírus

Ministro também afirmou que a situação apenas não é mais massacrante devido a atuação dos governadores e do SUS.

Foto: Nelson Jr/SCO/STF

O Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes voltou a criticar duramente ontem (01) a condução do governo federal no enfrentamento da pandemia do coronavírus. As declarações do ministro foram dadas durante transmissão ao vivo promovida pelo Instituto de Direito Público, na qual ele afirmou que vivemos uma situação de “constrangimento” e que há uma “certa ausência de atuação” do Ministério da Saúde.

Gilmar também afirmou que a situação apenas não é mais massacrante por conta da atuação dos governadores e do Sistema Único de Saúde (SUS). “Eu acredito que nós estamos agora em tempos de pandemia com esse alto constrangimento que estamos a enfrentar, são mais de 92 mil mortos a esta altura e nos avizinhamos desse macabro número de 100 mil mortos no Brasil, um campeonato extremamente constrangedor que nós nunca gostaríamos de vencer”, disse.

No mês passado, ao se referir à situação da Covid-19 no Brasil, Gilmar afirmou que o Exército se associava a um genocídio. A pasta da Saúde é comandada interinamente há mais de dois meses pelo general Eduardo Pazuello.

Compartilhe