Fiocruz aponta crescimento nos casos de síndrome respiratória pela primeira vez desde julho

Neste ano quase 98% dos casos no país são causados pelo vírus da Covid-19.

Foto: Divulgação/Secom-PA

Os casos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG) voltaram a crescer em todo o Brasil pela primeira vez desde julho, conforme dados da Fiocruz. A última atualização do boletim de monitoramento semanal Infogripe considera números registrados até sábado (21).

Ainda segundo dados da fundação, as síndromes podem ser causadas por vários vírus respiratórios, mas, neste ano, quase 98% dos casos no país são causados pelo vírus da Covid-19.

No Twitter, o coordenador do InfoGripe, Marcelo Gomes, escreveu que a discussão não deve ser sobre “já é 2ª onda/não é 2ª onda”. “O que precisamos estar atentos é: está indo para onde? Está em um nível tranquilo? Se voltar a subir a partir do patamar atual, quanto tempo temos para agir?”, completou.

Compartilhe