Feminicídio cai, mas chacina aumenta mais de 30% na Bahia em 2021

Levantamento analisou os números referentes aos cinco primeiros anos do ano em comparação com o mesmo período de 2020.

Foto: Divulgação

Um relatório detalhando os dados de violência na Bahia foi divulgado pela Rede de Observatórios de Segurança nesta quinta-feira. No levantamento, que analisou os números referentes aos cinco primeiros anos do ano em comparação com o mesmo período de 2020, a maioria das taxas monitoradas apresentaram quedas acentuadas. O feminicídio, por exemplo, caiu 59,9%, na comparação com 2020. Foram 61 casos registrados este ano.

Por outro lado, o número de chacinas no estado cresceu 37,5%. Em 2021 já foram 11 chacinas. No total, foram analisadas 572 ocorrências violentas. Os registros incluem mortes policiais, mortes causadas por policiais, feminicídios, violência contra crianças e adolescentes, racismo, violência contra pessoas LGBTQIA+ e as chacinas. No somatório, os registros de violência cairam 51,7% na comparação dos cinco primeiros meses de 2020 e 2021.

Outros números que apresentaram redução foram: violência contra crianças e adolescentes (-41%); morte de agentes do estado (-35,6%); violência contra crianças e adolescentes (-41%) e contra a comunidade LGBTQIA+ (-80%).

Compartilhe