Feira: Polícia desvenda caso e prende acusado de matar estudante de Serra Preta

A jovem, natural de Serra Preta, na Bacia do Jacuípe, ficou três dias desaparecida e foi encontrada morta no dia 21 de fevereiro.

A Delegacia de Homicídios (DH) de Feira de Santana disse nesta terça-feira (19) que chegou ao real culpado pela morte da estudante Bruna Santana. A jovem, natural de Serra Preta, na Bacia do Jacuípe, ficou três dias desaparecida e foi encontrada morta no dia 21 de fevereiro. O titular da DH de Feira, Fabrício Linard, disse que o acusado Gilmar Dantas dos Santos, de 41 anos, que já responde por dois estupros, confessou o crime. O acusado afirmou que tentou estuprar a vítima, mas como a estudante desfaleceu asfixiada não consumou o crime. O delegado também informou que chegou até o acusado através de exame de DNA, encontrado nas unhas da vítima. Fabrício Linard disse ainda que Gilmar foi a última pessoa a ter contato com Bruna. O acusado teria atraído ela para dentro da casa dele e consumado o crime. Gilmar trabalha com material de reciclagem. O corpo de Bruna Santana foi achado em dois sacos em um terreno baldio no bairro Jardim Cruzeiro. Gilmar será apresentado em coletiva de imprensa na tarde desta terça.

Compartilhe