Feira de Santana: suspeito de matar criança de 10 anos em residencial morre após troca de tiros com a polícia

Segundo o Major Átila, a informação é que após assassinar o garoto durante uma guerra entre traficantes no último domingo, Paçoca estava se escondendo no bairro Papagaio.

Foto: Reprodução/ Polícia Militar

O suspeito de assassinar uma criança de 10 anos, no Conjunto Residencial Conceição Ville (B12), identificado como ‘Paçoca’, morreu no Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA), na tarde desta quarta-feira (7).

Ele foi socorrido para o local após se envolver em uma troca de tiros com policiais da Rondesp Leste, por volta do meio-dia de ontem, no bairro Papagaio. O garoto foi baleado na noite do último domingo (4), foi socorrido para o Hospital Estadual da Criança (HEC), mas não resistiu e morreu na segunda-feira (5).

De acordo com a polícia, guarnições da Rondesp Leste realizavam rondas ostensivas no Papagaio, quando receberam a informação de que o suspeito de homicídio estava em frente a uma residência, na Rua Andorinha, com uma arma em punho, na companhia de outros suspeitos.

Ao notarem a aproximação da polícia, os suspeitos teriam atirado contra as guarnições, que revidaram. Na troca de tiros, Paçoca ficou gravemente ferido e foi socorrido ainda com vida para o HGCA. Com ele a polícia apreendeu uma pistola calibre 380, com cinco cartuchos. Outro suspeito conseguiu fugir.

Segundo o Major Átila, que participou da ação, a informação é que após assassinar o garoto durante uma guerra entre traficantes no último domingo, Paçoca estava se escondendo no bairro Papagaio. Ainda de acordo com ele, a Rondesp tem realizado rondas com frequência em determinados bairros da cidade, onde há o domínio do tráfico de drogas.

“A Secretaria de Segurança Pública (SSP) tem se preocupado fundamentalmente com os crimes contra a vida, os Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs), que são os homicídios, e um dos grandes fomentadores dos homicídios é o crime de tráfico de drogas. Combatendo o tráfico, estamos combatendo os homicídios. Então em todos os lugares que nós sabemos que existe domínio do tráfico de drogas e, consequentemente, homicídios, a gente tem dado uma atenção, como à Conceição, Alto do Rosário, Aviário, Queimadinha, Papagaio. Estes são locais em que estamos presentes com uma certa constância”, afirmou.

Compartilhe