Federação Paulista propõe protocolo mais rígido para MP liberar o estadual

O documento foi assinado pela comissão de médicos da FBF e teve apoio dos 16 clubes que disputam a elite do estadual.

Foto: Rodrigo Corsi / FPF

Nesta segunda-feira (29), a Federação Paulista de Futebol (FPF) e os clubes integrantes do Campeonato Paulista se reuniram para discutir um protocolo mais rígido de segurança para os jogos. O intuito é tentar convencer o Ministério Público a liberar a realização das partidas no estado de São Paulo, que está com as atividades esportivas suspensas devido a fase vermelha.

O documento foi assinado pela comissão de médicos da FBF e teve apoio dos 16 clubes que disputam a elite do estadual. A nova sugestão de protocolo para que os jogos voltem a acontecer já foi entregue ao MP.

Esta é a segunda vez que a Federação Paulista tenta negociar a realização dos jogos com restrições mais rígidas no protocolo. Ainda este mês, a FPF sugeriu a diminuição no número de jogos durante a fase vermelha, um sistema de “bolha”, aumento de testes para detecção da Covid-19 nas delegações e restrição no número de pessoas trabalhando nos estádios durante as partidas. Entretanto, as medidas foram recusadas pelo governo estadual e o futebol seguiu suspenso como aditividade não essencial.

Mais uma vez, os jogos em sistema bolha, testes 24 horas antes da concentração para os jogos e maior endurecimento quanto às regras de profissionais que voltam para casa após trabalharem nas instalações do clube, foram algumas das propostas no novo protocolo. A fase emergencial de Covid-19 em São Paulo foi ampliado até o dia 11 de março. A previsão era de que as determinações fossem suspensas esta semana.

Compartilhe