Ex-PM da BA está entre chefes de grupo de tráfico internacional de drogas alvo de operação da Interpol e da PF

Ação foi deflagrada nesta quarta-feira (12). Mandados são cumpridos na Bahia e outros cinco estados, além de países como Espanha e Tailândia.

Foto: Polícia Federal

Um ex-policial militar da Bahia está entre os chefes de um grupo especializado em tráfico de internacional de drogas, alvo de operação deflagrada nesta quarta-feira (12) pela Interpol e Polícia Federal.

Durante as investigações anteriores à operação, foram identificados quatros homens considerados “cabeças” do esquema. Além do ex-PM da Bahia, de apelido Fênix, os outros três foram identificados como Jovem, Donatelo e Gaúcho.

Nesta segunda fase da Operação Olassá, 12 mandados de prisão foram expedidos para a Bahia, entre Salvador, Lauro de Freitas e Conceição do Coité, nos estados de Sergipe, Maranhão, Pará, São Paulo e Santa Catarina. Há mandados também para a Espanha e Tailândia. Além disso, há ainda outros 10 mandados de busca e apreensão.

No início da tarde, segundo informações da PF, oito mandados de prisão já tinham sido cumpridos, enquanto quatro estavam em aberto, sendo um em SP e três fora do Brasil.

De acordo com Fábio Marques, delegado da Polícia Federal, o ex-policial militar foi exonerado em 2019 por envolvimento em diversos crimes. Ele foi preso em um condomínio de luxo em Itajaí (SC), dirigindo um carro de luxo com valor de mercado de cerca de R$ 300 mil. Segundo a PF, ele era o grande operador financeiro do esquema, e grandes movimentações do grupo passavam pela conta dele.

Compartilhe