Em final emocionante, Hamilton vence o GP da Inglaterra com três pneus

Hamilton conquistou sua 87ª vitória na carreira e agora está a quatro de igualar o recorde de Michael Schumacher, o maior vencedor da categoria.

Foto: Divulgação / Fórmula 1

Sobrou emoção na linha de chegada do Grande Prêmio da Inglaterra de Fórmula 1 na manhã deste domingo (2), no circuito de Silverstone. Com o pneu esquerdo destruído, o piloto Lewis Hamilton, da Mercedes, foi se arrastando na última volta até receber a bandeira quadriculada e vencer a corrida. O holandês Max Verstappen, que ficou sabendo do problema do adversário, acelerou sua Red Bull, mas não conseguiu tirar a diferença e terminou na segunda posição. O monegasco Charles Leclerc, da Ferrari, completou o pódio na terceira colocação.

“Eu estava apenas rezando para terminar a volta. Realmente fiquei arrepiado no final. Definitivamente, nunca tive uma experiência como essa na última volta”, afirmou o inglês.

Hamilton conquistou sua 87ª vitória na carreira e agora está a quatro de igualar o recorde de Michael Schumacher, o maior vencedor da categoria.

O hexacampeão mundial segue absoluto na disputa do título deste ano. Hamilton somou 88 pontos, 20 a mais do companheiro de Mercedes, o finlandês Valterri Bottas. Max Verstappen aparece logo atrás na terceira posição com 52. O circo da F1 volta no próximo domingo (9), com a quinta etapa chamada de GP 70° Aniversário, novamente em Silverstone, na Inglaterra.

HULKENBERG DEU AZAR

Substituto de Sergio Pérez, diagnosticado com a Covid-19, o piloto Nico Hulkenberg deu azar e ficou fora da corrida deste domingo na Inglaterra. Com problemas no carro da Racing Point, o alemão sequer conseguiu alinhar para o grid de largada.

Hulkenberg poderá ter uma nova chance de voltar a disputa de uma prova de Fórmula 1 no próximo domingo (9), no GP 70° Aniversário, novamente no mesmo circuito inglês. O afastamento por Covid-19 deixará Pérez também de fora da próxima etapa da categoria.

Compartilhe