Eleição EUA: testemunha volta atrás e diz que forjou prova de fraude

Funcionário do serviço de correios norte-americano, através do qual foram enviados votos antecipados, disse no primeiro depoimento que tinha havido adulteração em boletins.

Foto: Divulgação

Uma das testemunhas chaves do processo movido pelo Partido Republicano, de Donald Trump, sobre fraude eleitoral nas eleições dos Estados Unidos modificou seu depoimento.

O funcionário da USPS (serviço de correios norte-americano através do qual foram enviados milhões de votos antecipados) Richard Hopkins, disse, num primeiro depoimento, que tinha havido uma adulteração em alguns dos boletins.

Agora, e durante uma audiência com o inspetor-geral dos USPS, o homem se retratou das declarações iniciais, que tinham sido feitas sobre compromisso de honra.

Os novos desenvolvimentos foram revelados pelo Comité de Supervisão e Reforma do Partido Democrata. Os investigadores terão dito ao comité que Richard Hopkins “não revelou a razão de ter assinado uma declaração falsa”.

Compartilhe