Diagnóstico tardio de câncer de pulmão acontece em 86% dos casos

O número foi obtido a partir dos Registros Hospitalares de Câncer (RHC) do Instituto Nacional de Câncer (Inca).

A ONG Instituto Oncoguia, divulgou ontem (1º) um levantamento que revela que 86,2% dos casos de câncer de pulmão só são diagnosticados em estágio avançado. O número foi obtido a partir dos Registros Hospitalares de Câncer (RHC) do Instituto Nacional de Câncer (Inca).

Em 2016, foram registrados 6,9 mil casos da doença. Porém, a estimativa dos pesquisadores é de que a maior parte dos novos pacientes com o câncer não tenha ainda diagnóstico, o que eleva para 28 mil os casos de câncer de pulmão. Os números de pacientes com diagnóstico tardio chegam a 100% em Sergipe e a 95% no Pará, no Ceará e na Bahia.

Segundo o levantamento, 79,1% dos casos possuem relação com o tabagismo. No Brasil, o câncer de pulmão é o tipo de tumor que mais mata, apesar de ser o quarto com maior incidência.

Compartilhe