De olho na vaga da final, Bahia encara Juazeirense hoje, na Fonte

A vantagem de jogar pelo empate para se garantir na decisão de Campeonato Baiano já é um bom motivo para os tricolores estarem confiantes no jogo de volta da semifinal contra a Juazeirense, neste domingo (25), às 16h, na Fonte Nova. O fato do time de Guto Ferreira não ter perdido nenhuma partida como mandante no estadual é outra razão para acreditar.

Em cinco jogos, foram quatro triunfos e um empate, com 16 gols marcados e quatro sofridos. Isso, alinhado ao histórico dos confrontos entre as equipes, torna o Bahia grande favorito.
Nas onze vezes que enfrentou a Juazeirense, o tricolor ganhou nove e empatou duas. Jamais perdeu. “A gente tem que estar focado do começo ao último minuto. Não pode desleixar, desmerecer o adversário. A gente sabe que eles têm qualidade”, avisa Edigar Junio, para que a equipe não entre no clima de “já ganhou”.

No entanto, é difícil controlar os números. Em casa, foram cinco partidas e cinco vitórias sobre o Cancão de Fogo. Os jogadores do Bahia, por sua vez, ficam aliviados por outro motivo: a diferença entre o gramado da Fonte Nova e o do Adauto Moraes, em Juazeiro, onde as equipes empataram por 0x0 no jogo de ida.

“Aqui a gente está mais habituado, já tem os atalhos. De fato, a gente não pode deixar de citar que o campo atrapalhou um pouco. Mas não podemos sempre dar desculpa do campo. Tem que passar por cima de todas as adversidades. Domingo (hoje) tem que fazer boa apresentação, ser convincente”, destaca Edigar.

Time
Guto Ferreira, mais uma vez, deixou em dúvida a escalação da equipe, principalmente a respeito do posicionamento de Edigar Junio, autor de dois gols na goleada sobre o Altos por 5×2, justamente após ter sido deslocado da ponta para jogar como centroavante, com a saída de Kayke.

Manter Kayke, mesmo com as críticas que o centroavante tem recebido da torcida, deslocar Edigar para o centro do ataque e promover a entrada de Elber ou Marco Antonio entre os titulares é uma das opções. Ou colocar Júnior Brumado, que se recuperou de lesão. Allione e João Pedro, ainda na transição, e Edson, suspenso pelo TJD-BA, são os desfalques.

O resto do time não deve ter grandes mudanças em relação ao último jogo. A provável escalação é Douglas, Nino, Tiago, Lucas Fonseca e Léo; Elton e Gregore; Zé Rafael, Vinícius e Elber (Marco Antônio ou Kayke); Edigar Junio. Régis também voltou a ser relacionado, mas deve ficar como opção no banco.

Compartilhe